Você sabe a importância de separar o lixo que é gerado na sua casa?

Separar o lixo que sai da sua casa facilita e viabiliza o processo de reciclagem, algo tão importante para a manutenção de nosso meio ambiente.

O lixo não reaproveitado ou reciclado é matéria-prima inutilizada e acumulada em lixões e aterros sanitários, indefinidamente gerando focos de doenças e contaminando o solo, a água e até mesmo o ar ao redor desses locais.

Além disso, atualmente existem inúmeros trabalhadores que sustentam suas famílias através de cooperativas que atuam na cadeia de reciclagem de lixo. Separar o seu lixo é, por isso, uma forma de dar a sua contribuição para a preservação de nosso meio ambiente e também para a subsistência dessas famílias.

Vamos ver então como está a situação da separação, da coleta e da reciclagem do lixo em São Paulo e como você deve separar o seu lixo para essa coleta seletiva?

O problema do lixo em SP

Todos os dias, são mais de 12 mil toneladas (12 milhões de Kg) de lixo produzidas em SP, somente considerando-se o lixo residencial. No decorrer de um ano, somente São Paulo é responsável pela geração de quase 4 milhões de toneladas de lixo. É muito lixo, não é mesmo?!

Desse lixo todo, estima-se que pelo menos 40% dele poderia ser reciclado, mas infelizmente é apenas 7% de todo esse lixo que acaba entrando, de fato, em um processo de reciclagem.

A Coleta seletiva em SP

Atualmente, o serviço de coleta seletiva domiciliar atende a 70% das ruas da capital, segundo a Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (Amlurb). A Prefeitura de São Paulo tem a meta de promover, até 2020, o atendimento de coleta seletiva em 100% dos 96 distritos da cidade.

Duas empresas são atualmente as responsáveis pela coleta de lixo em SP, a Loga e a EcoUrbis. Elas possuem as únicas centrais mecanizadas de triagem de lixo de toda a América Latina e contam com 352 caminhões de coleta de lixo comum e 72 caminhões para a coleta de resíduos recicláveis.

Porém, por conta principalmente da baixa adesão da população da cidade à coleta seletiva, São Paulo continua sendo um mal exemplo, no que se refere ao lixo que é efetivamente reciclado.

Consulte o dia e horário da coleta seletiva de acordo com a sua região:

Se você mora nas regiões oeste, norte, centro e parte da zona leste, em regiões administradas pelas subprefeituras Butantã, Casa Verde, Freguesia do Ó/Brasilândia, Jaçanã/Tremembé, Lapa, Mooca, Penha, Pinheiros, Pirituba/Jaraguá, Perus, Sé, Santana/Tucuruvi e Vila Maria/Vila Guilherme, sua coleta é realizada pela Loga.

Pesquise aqui o dia que a coleta seletiva é realizada na sua rua.

Agora se você mora na região sul e parte da zona leste, em regiões administradas pelas subprefeituras Aricanduva/Formosa/Carrão, Campo Limpo, Capela do Socorro, Cidade Ademar, Cidade Tiradentes, Ermelino Matarazzo, Guaianases, Ipiranga, Itaquera, Itaim Paulista, Jabaquara, M’Boi Mirim, São Miguel Paulista, Parelheiros, Santo Amaro, Sapopemba, São Mateus, Parelheiros e Vila Prudente, seu lixo é coletado pela Ecourbis.

Pesquise aqui o dia que a coleta seletiva é realizada na sua rua.

Movimento Recicla Sampa

Para aumentar a adesão à coleta seletiva, foi lançada uma campanha, cujo slogan é: “Separe o lixo em dois: Comum e reciclável e nós fazemos o resto”. Seu objetivo é conscientizar e ajudar a população a separar o lixo. A campanha é feita em parceria com as duas empresas responsáveis pela coleta, além da própria Prefeitura.

Essa campanha é também parte de um Plano de Metas da Prefeitura de São Paulo para 2020, que prevê, entre outros assuntos, a redução do lixo que é enviado aos aterros sanitários.

O Recicla Sampa conta também com um site (https://www.reciclasampa.com.br/) onde é possível verificar locais e horários de coleta, além de aprender como se separa corretamente os resíduos, entre outras informações importantes.

Como separar corretamente o lixo?

Mas afinal de contas, como é que se separa corretamente o lixo para a reciclagem? A princípio, isso pode parecer uma tarefa complicada, mas depois que se acostuma com a categoria de cada tipo de material e como é feita a separação e o descarte deles, a prática entra facilmente em sua rotina.

A separação ideal envolve, inclusive, um código de cores nas latas de coleta e nos próprios sacos de lixo, que determinam seu exato conteúdo. Mas o funcionamento desse método depende da adesão da população, e até mesmo de legislação específica de cada Estado, por isso, a Prefeitura de São Paulo e o movimento Recicla Sampa decidiram simplificar a separação do lixo para o cidadão comum.

Para facilitar esse trabalho, tanto para quem descarta o lixo, quanto para os serviços de coleta, você pode simplesmente separar o seu lixo em 2 partes, sendo uma para o lixo comum e a outra para o lixo reciclável. Veja o que pode ser colocado em cada tipo de lixo a seguir:

Como separar o lixo comum?

O lixo comum é basicamente o lixo orgânico, como restos de alimentos ou resíduos biológicos (como por exemplo, papel higiênico usado). Ele deve ser embalado preferencialmente em sacos de lixo biodegradáveis, mas você não precisa se preocupar tanto com o tipo de embalagem, pois qualquer saco de lixo de uso normal será tratado pelo serviço de coleta, como lixo comum.

VEJA ALGUNS ITENS DO LIXO COMUM:

– Restos de comida
– Papéis usados e sujos em geral (higiênico, toalha)
– Papel vegetal, celofane, encerados, carbono, impermeável
– Etiquetas, fitas e papéis adesivos
– Panos, esponjas e algodões
– Fraldas e absorventes

Veja mais detalhes sobre o lixo comum.

Como separar o lixo reciclável?

Esse tipo de lixo é composto basicamente de papel, papelão, plástico, vidro e alguns tipos de alumínio. Embale o lixo reciclável em sacos de lixo mais claros, para facilitar a identificação.

Você deve, primeiramente, realizar a higienização desses materiais, para retirar restos que possam promover a proliferação de vetores de doenças e bactérias.

VEJA ALGUNS ITENS DO LIXO RECICLÁVEL:

– Papel e papelão em geral, incluindo embalagens
– Embalagens PET e de plástico em geral
– Embalagens de vidro em geral
– Embalagens de alimentos em lata
– Talheres, pratos, copos e canudos de plástico
– Arames, fios e ferragens
– Sacos e sacolas plásticas
– Baldes e bacias

Outros tipos de lixo

Existem, porém, tipos de materiais que não devem ser embalados para a coleta residencial, portanto, não devem estar nem com o lixo comum, nem com o lixo reciclável.

Esse tipo de material deve ser descartado em pontos de coleta especificamente preparados para recolher e lidar com esse tipo de lixo, que pode ser, por exemplo, corrosivo, inflamável, prejudicial ao meio ambiente, entre outros.

VEJA ALGUNS DOS ITENS DE PONTOS DE COLETA:

– Eletrônicos e eletrodomésticos em geral
– Todos os tipos de lâmpada
– Latas de tinta, verniz, inseticida e solventes
– Pilhas e baterias
– Óleo de cozinha
– Medicamentos
– Isopor

Veja neste link a lista completa, além dos locais exatos dos pontos de coleta mais próximos à sua casa.

Você separa o seu lixo?

Então, você já separa corretamente o seu lixo antes de descartar, ou está pensando em começar a fazer parte desse movimento de separação de lixo em SP?

Como vimos, São Paulo tem um enorme potencial de reciclagem, ofuscado apenas pela baixa adesão de sua população à separação e ao descarte seletivo do lixo. Mas com um pouco de boa vontade, é possível ser parte dessa mudança tão necessária, que vem sendo promovida por campanhas, em nossa mentalidade com relação à reciclagem.

Vamos fazer parte desta mudança?

Todas as embalagens da Truh são recicláveis. Algumas são, ainda, recicladas e outras até biodegradáveis. Contamos com a sua ajuda para dar o destino certo para que sejam recicladas,

A separação e o descarte seletivo e consciente de nosso lixo em uma cidade atendida por serviços de coleta seletiva como São Paulo é realmente muito simples, mas dependendo de cada um de nós fazer a sua parte?

Bora então começar a separar o lixo e descartar nos dias certos?

Converse com o síndico, com o vizinho, com o colega de trabalho ou na escola!  Vamos espalhar este hábito e aumentar a reciclagem dos nossos resíduos em SP, uma casa de cada vez!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *