Que venha o carnaval 2020, mas que venha sem sujar o planeta! - TRUH. Potentes e Sustentáveis

Que venha o carnaval 2020, mas que venha sem sujar o planeta!

Que venha o carnaval 2020, mas que venha sem sujar o planeta!

TRUH-Blog-que-venha-o-carnaval-2020-mas-que-venha-sem-sujar-o-planeta

É época dos foliões saírem para as ruas e iniciar a celebração, alegria e histórias com novos e velhos amigos. Em clima de festa vale lembrar também como a data pode acumular lixo. Em São Paulo, em 2019 a festa acumulou 649 toneladas de resíduos. Só em Recife com o Galo da Madrugada, foram 3 toneladas. No Rio de Janeiro os números chegaram a 1227 toneladas, com mais de 7 milhões de foliões e superou o ano anterior em 14% (1076 toneladas).

Conforme Organização das Nações Unidas (ONU) Meio Ambiente, o plástico é o maior desafio ambiental do século 21. O material afeta mais de 600 espécies marinhas e existe uma estimativa que em 2050 a quantidade de “plásticos na água supere a de peixes”. Conforme Greenpeace UK, “são despejados nos oceanos cerca de 12,7 milhões de toneladas de plástico, desde garrafas e sacos plásticos até canudo”.

Com estes números, vale refletir e pôr na prática em aproveitar um carnaval sustentável. Já que em meio às multidões, também sobram os itens descartados, como as garrafas, restos de fantasias, bitucas de cigarros entre outros.

Pode parecer inevitável ocorrer este acúmulo de lixo, mas saiba que é possível curtir o carnaval sem danificar o meio ambiente. Pensando em criar foliões conscientes, reunimos as melhores sugestões para você pular o carnaval mais sustentável. Veja a seguir:

A mudança começa por você; Escolha pela folia sustentável

Vamos de lata!

O clima quente, a música e a festa faz todo mundo querer beber algo, alcoólico ou não. Quem for comprar algo para beber, opte pelas latas. No Brasil 98% das latas produzidas são recicladas, ao contrário do vidro que embora seja ótimo material para reciclar, conseguimos uma reciclagem em torno de 40% do total produzido.

Conforme o projeto Recicla Sampa, em 2019, cerca de 458 toneladas coletadas, foram para coleta seletiva e gerou uma renda de “aproximadamente R$ 91,5 mil reais para cerca de mil famílias que atuam nas cooperativas”.

Lembrando que o alumínio é reciclável e quando descartado da forma certa, pode estar de volta nas prateleiras em 60 dias.

Copo retrátil

Um copo descartável fica em uso na média por 13 segundos, mas demora de 250 a 400 anos para decompor. Portanto, ao invés de optar pelo copo descartável, por que não levar o seu copo retrátil? A regra é clara é preciso manter-se hidratado, mas na hora de beber a água ou seu drink evite utilizar os plásticos. Além disso, estas peças são práticas e cabem na bolsa. Como alternativa vale amarrar com um barbante ou elástico para carregá-lo.

Economize combustível

Procure optar pelos transportes com menos consumo de combustível fóssil. Na hora de ir até os circuitos de folia, vá a pé. Para os locais mais longes, escolha o ônibus ou carona. Além de ser sustentável, evita o gasto com estacionamento, a segurança do veículo e de quebra você pode beber sua cervejinha sem risco de bafômetro.

Brilhe com consciência

Sabemos que carnaval sem glitter é um absurdo, afinal este é um dos acessórios queridinhos da folia. No entanto, o glitter é produzido de plásticos, metais e outras micropartícula e juntas não são recicladas. Como solução para continuar a brilhar com consciência nesse carnaval, opte pelo glitter biodegradável, ou versões naturais de pó de mica, sal ou gelatina vegetal.

Menos energia elétrica

Para quem for viajar ou ficar alguns dias fora, vale tirar os dispositivos elétricos da tomada, como TV, computador e carregadores de bateria. Mesmo em “stand by” é possível consumir até 25% de energia do que quando estão ligados.

Xô, confete!

Apesar do confete ser feito de papel, imagina 6 milhões de pessoas do Rio de Janeiro jogando estes resíduos. No final das contas, os confetes que não ficam nas ruas, acabam entupindo bueiros e o pior, chegam às redes de esgotos, mares e rios. Um troca inteligente e evitar mais lixo é usar as folhas secas. Basta utilizar um furador de papel e criar algumas combinações, formatos e cores.

Canudo? Só reciclável

O canudo de plástico descartável representa 4% de todo o lixo plástico do mundo. Este material é feito de polipropileno e poliestireno (plásticos), e não é biodegradável, portanto, pode demorar mais de mil anos para se decompor no meio ambiente.

Caso for usar na folia, opte pelo seu. No mercado é possível encontrar versões de bambu, de papel, de vidro e comestíveis. Escolha o que mais adapta ao seu estilo.

Pode repetir a fantasia!

Para seguir o estilo consciente, vale pôr em prática e criar a sua produção para o carnaval. Aposte na criatividade e reaproveite as peças que tem em casa. Vale também trocar looks com os amigos e pedir acessórios emprestados. Mas não se esqueça, atenção para as fantasias que vão se desfazendo no bloquinho, portanto, escolha uma opção mais resistente. Com a dica você vai arrasar na avenida, além de causar um menor impacto ambiental.

Carnaval sustentável: Lixo recolhido transformado em lixeiras sustentáveis

Como vimos anteriormente, no Carnaval existe um aumento surreal de lixo gerado, portanto é fundamental termos novos (e bons) hábitos.

Como exemplo de ação é a iniciativa da Ambev, e parceria das prefeituras de cinco capitais brasileiras com Associação Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis (ANCAT). Para promover um carnaval de rua sustentável todo o lixo recolhido das vias vão ser transformado em lixeiras sustentáveis.

O objetivo é que todo o lixo recolhido receba uma destinação ecológica e volte para as cidades como lixeiras sustentáveis depois das festas de rua. Toda estas lixeiras vão ser produzidas com os resíduos gerados pelos 26 milhões de foliões.

Para que a ação funcione a ANCAT e mais duas entidades de catadores estão com mais de 2.800 catadores e catadoras de material reciclável, fazendo a coleta dos resíduos dos foliões.

Temos 5 dias de muita alegria e festa, mas não podemos comprometer os demais 360 dias do ano pelo lixo gerado no carnaval. Desejamos a todxs um carnaval de muita diversão, alegria, mas também, com respeito as pessoas e meio-ambiente. Que venha o carnaval 2020!

Gostou das sugestões para ter um carnaval sustentável? Conhece alguma outra? Conta pra gente nos comentários.

Não tem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Digite e pressione "Enter" para pesquisar

Sua compra

Nenhum produto no carrinho.